24/12/2010

As quatro velas!



        Quatro velas estavam queimando calmamente.
        O ambiente estava tão silencioso que podia-se ouvir até o diálogo que travavam.
        A primeira vela disse:

        - Eu sou a PAZ!
        Apesar da minha luz, as pessoas não conseguem manter-me. Acho que vou apagar.

        E diminuindo, apagou-se.

        
       A segunda vela disse:

       - Eu sou a FÉ!
       Infelizmente sou muito supérflua. As pessoas não querem saber de mim. Não faz sentido continuar queimando.

      Ao terminar a sua fala, uma brisa a apagou.

 
     Baixinho e muito triste, a terceira vela se manifestou:

     - Eu sou o AMOR!
     Não tenho mais força para queimar. As pessoas me deixaram de lado, só conseguem se enxergar. Esquecem até daqueles à sua volta, que os amam.

      E, sem esperar, o AMOR apagou!


      De repente... entrou uma criança e viu as três velas apagadas. 

      - Que é isso? Vocês deviam queimar e ficar acesas até o final.

      E dizendo isso, começou a chorar. Então a quarta vela falou:

      - Não tenha medo, criança. Enquanto eu queimar, poderemos acender as outras velas.
      Eu sou a ESPERANÇA!
                                 
                                                                Animo





Print Friendly and PDF

2 comentários:

  1. Amiga Gisele, obrigado por esta linda mensagem, post nota 10, desejo um Feliz Natal para você e todos os seus.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Principe. Eu que agradeço a tua visita neste dia. E obrigada pelo 10. Acredito em tudo que esta escrito e desejo que seja realidade, hoje e sempre, em tua vida e na de tua família. Abraços.

      Excluir