18/07/2012

Sobre portas e janelas



Aconchego e descanso


               Desde os meus 4 anos gosto muito de ver o ceu através das janelas e portas semiabertas.
               Como sei que é desde meus 4 anos?
               Quando se tem muitos irmãos é muito fácil lembrar a data aproximada de um evento do passado. Basta lembrar de quem era bebê na ocasião, rsrsrsrs.
               E não pensem que sou uma pessoa reclusa, de mau com a natureza e com a vida lá fora, não, porque não sou.
               Ao contrario: amo acampar e já acampei até em grutas e em barracas improvisadas com lençól, tendo o céu estreladíssimo como "teto".
               É uma delicia!!!!!!!

               Mas as janelas e portas entreabertas sempre me fascinaram sem que eu soubesse extatamente o porquê.
               Aos 4 anos, lembro-me de alguns pesadelos que me acordavam e me faziam chorar muito, mas como nunca gostei que me vissem chorar, chorava baixinho, olhando para o ceu, talvez em busca de ajuda, até o dia começar a clarear, quando então eu ia dormir , absolutamente esgotada.

               Mais tarde, passei a gostar de olhar as nuvens se movendo e identificar os varios formatos que elas tomavam através das janelas abertas e sempre deitada no chão.
               Rio de Janeiro, calor de 40º, chão de tacos ou de tabuas de assoalho. Nada mais refrescante.

               Quando a janela ou porta me mostrava uma árvore, como a mangueira que eu via na casa de meu avô materno, a goiabeira da casa do vô paterno, a árvore florida da minha casa no suburbio do Rio, a árvore que se vê da varanda do meu irmão e tantas outras onde estive, o prazer era dobrado.
               Eu me "perdia"  no meio dos galhos. Ainda hei de ter uma casa na árvore. E há de ser muito bem equipada.

               Nunca havia parado para pensar no porquê de tanta paixão por portas e janelas entreabertas e o que elas me dizem.
               Mas sempre chega um dia em que você sente necessidade de respostas e este dia chegou.
               Portas e janelas, entreabertas ou fechadas (quando são inteiras ou parcialmente de vidro), me proporcionam uma perspectiva, me dão um "norte" para me guiar, me fazem pensar e até viajar.
               E nessa viagem, descobri que portas e janelas fechadas não prendem ninguém, não limitam ninguém.
               A liberdade está dentro de nós. Os empecilhos à felicidade também.
               Todos  nós conhecemos historias de pessoas que, desde que nasceram ou por causa de uma doença ao longo da vida, se viram presas em cadeiras de roda ou leitos de hospital, algumas deslas a vida inteira, mas se tornaram artistas e profissionais de sucesso, nas mais diferentes areas.

               Enquanto outras "andam para cima e para baixo", mas são reféns de seus rancores, mágoas, preocupações, do medo, da violencia externa e simplesmente não usufruem o que a vida tem de melhor: a liberdade para ser feliz!

                Ser feliz independentemente das circunstancias!
                Ser feliz apesar dos problemas e além deles!
                Ser feliz apesar e além do medo!
                Ser feliz apesar e além da vida!

                O que verdadeiramente te aprisiona?
                Estes "grilhões" são mesmo tão poderosos assim?

                Paredes e portas fechadas nunca me aprisionaram.
                Portas e janelas sempre me levaram muito além do que eu podia imaginar.

                O sucesso sempre começa no sonho.
                Se permita sonhar...

                Através e além, muito além, das portas e janelas!

                                       Gisele Fiaux
Aconchego e descanso

Print Friendly and PDF

6 comentários:

  1. Gi, eu tambem gosto de observar o ceu atraves da janela. A minha vizinha tem uma janela na cozinha que em dias de sol... nossa... o ceu azul é enfeitado pelo bouganville cor pink! A janela faz parecer uma pintura.

    Sobre memorias de meus 4 anos, nossa... fico perplexa que lembro mais da infancia do que o dia de ontem!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Si.
      E não é uma delicia olhar pela janela?
      Menina, tua visão da janela deve ser maravilhosa!!!!
      Eu tinha uma bouganville vermelha no meu jardim, mas estava subindo pelo telhado e arrastando as telhas, rsrsrs.
      As lembranças da infância são mais "frescas", mais nítidas porque são mais felizes...
      Um grande beijo!

      Excluir
  2. Oi, Gisa, que linda mensagem. Tudo é mesmo uma questão de ponto de vista. A mesma janela que nos fecha num cômodo pode ser aquela que nos fará admirar o horizonte. Basta abrir. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Bia querida.
      Que bom que você gostou e sintetizou muito bem.
      Realmente é uma questão de ponto de vista e do que fazemos em relação à... Um abraço e um bom fim de semana!

      Excluir
  3. As janelas e portas semi-abertas dão um ar de magia e mistério!!!
    Também gosto muito de ver o céu por este prisma...
    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, querida. Ainda há este ar de mistério e magia...
      Gosto muito de jardins e pátios compartimentados, com acesso por pequenas passagens que sempre reservam surpresas...
      É um prazer sempre novo.
      Como é um prazer te receber aqui.
      Um grande abraço!

      Excluir