14/12/2010

Atire flores e poderás sentir o perfume!






          Ola, minha gente querida!
          Hoje estou muito feliz. E confirmei mais uma vez que "gentileza gera gentileza".
          O tempo por aqui está muito esquisito. Nada fora do normal para Ubatuba. Manhãs muito quentes e tardes muito chuvosas e com muitos relâmpagos. O que faz com que precisemos desligar o computador por varias horas. Afinal, oscilação de energia não combina com vida longa para o computador.
          Mas o que isso tem a ver com o título da postagem? 
          Bom, talvez nada, talvez tudo. Quem sabe é apenas uma enroladinha básica.
          O fato é que  brincando com minha filha a respeito do uso do computador (quando ela finalmente me entrega a máquina, começa a chover, falta luz, o computador trava porque ela ja estava há hoooooooooras nele ou então é hora de fazer o almoço) e porque hoje faltou luz exatamente na hora em que ela passou ele para mim, o clima aqui em casa ficou bem leve (por causa das brincadeiras)  e eu resolvi telefonar para a Elektro para fazer uma atualização cadastral.
           É notorio a todos a dificuldade de se comunicar com os SACs de qualquer empresa, mas há alguns anos decidi que ninguém vai roubar o meu bom humor ou a minha alegria. Se eu quiser ficar de mau humor vai ser por isso: POR QUE EU QUIS e nada mais.
          Então decidi que por mais tempo que me façam esperar serei gentil com o operador que me atender.
          Foi aprendizado longo, mas com certeza estou colhendo frutos e, gosto de pensar, semeando alegrias.
          Liguei para a Elektro. Não deu outra, "disque número tal", "agora número tal", "aguarde um momento", "teu protocolo de atendimento é...", ai repetem mais 3 vezes e, finalmente, alguém te atende. Levei 15' até ser atendida.
          Ops! Eu disse 15'? Antigamente era quase uma hora. Já é uma mudança.
          Quando a atendente falou comigo ja tinha todos os dados da conta em mãos, provavelmente porque o número de telefone é o mesmo há anos e ela ja havia adiantado o expediente. Mais uma mudança.
           E quando eu decidi mudar a minha atitude com relação aos atendentes de SACs, eu defini como primeira estratégia, gravar o nome do atendente. Se você gosta de ser atendido com cortesia, trate o teu interlocutor com a mesma cortesia. E desde que comecei a prestar atenção ao nome do(a) atendendente e cumprimentá-lo(a) repetindo o seu nome nunca mais tive nenhum problema de mau atendimento.
           Hoje quem me atendeu foi uma jovem chamada Alessandra. Expliquei o que queria e enquanto ela pegava os dados "tiramos uns dois dedinhos de prosa" muito divertida. Rimos um pouco, não dá para esquecer que estávamos em um atendimento e que ela com certeza tem tempo determinado para cada atendimento. Recebi todas as informações que pedi à respeito daquele recadastramento com a maior boa vontade da Alessandra e terminei a ligação desejando um Feliz Natal à atendente. Certamente a moça ja calejada não esperava algo parecido, porque engasgou.
           Trate os outros como quer ser tratado.
           Atire flores e sentirás o seu perfume!
           Atire pedras e, provavelmente, vai ouvir o galo cantar... em tua testa.

           "Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também..."
                                                                   Mateus 7: 12

           E vamos mudar o  mundo, para melhor?
                                         Beijinhos.

                                        Gisele Fiaux

Print Friendly and PDF

6 comentários:

  1. Amiga Linda Meiga e Super Bem-humorada Gisele, essa história é bacana. Nas grandes cidades como São Paulo, o desfecho provavelmente seria diferente. É difícil para a maioria das pessoas não sucumbir aos efeitos do stress provocadas pelos vários tipos de poluição. Claro que as nossas reações pessoais dependem de uma série de fatores, muitos subliminares. Da última vez que liguei para um SAC, a inevitável musiquinha de espera era uma do Raul Seixas, a "Tente Outra Vez". Não pude deixar de pensar que isso tinha a única finalidade de me fazer sentir um idiota. Haja batida de maracujá !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta honra, meu grande, querido e etílico amigo Tiozão das Batidas, em ter um comentário teu em nosso cantinho. Sim, porque este cantinho é de todos nós. Reconheço a veracidade das tuas palavras, mas já obtive vitórias fantásticas na mais estressante cidade brasileira, São Paulo, com este meu jeito. Inclusive, um escrevente de cartório fez um serviço gratuito para mim e justificou que foi a minha simpatia que o convenceu a fazer, uma escritura particular que ele mesmo não faria nem particularmente, nem usando o horário do expediente. E olha que era a primeira vez que ele me via. Primeira e última. Já fazem mais de 12 anos isso. Talvez eu escreva um livro sobre isso. Historias eu tenho para pelo menos 2 livros. Ainda bem, porque não sou de beber. Valeu pela visita e pelo comentário, amigão. Bjs.

      Excluir
  2. Olha flor...a tia bláblá tá feliz e orgulhosa de vc...que linda mensagem de paz, respeito e amor ao próximo...por isso que estou sempre aqui, e vale a pena pq vc é um doce, um amor de pessoa...

    A titia bláblá fico filizinha de fala cocê viu?!
    A tia já vai pruquê tem de drumi um pokim...kkk...
    Cherim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, titia Blábláblá. Veio alegrá meu cantim... bom te ver por aqui e fico feliz que você tenha gostado. Precisamos semear a alegria e a gentileza, não? Assim nosso mundim vai ficar lindim. Bjs, querida.

      Excluir
  3. Que mensagem linda amiga, sempre bom poder ler mensagens como esta alimento para alma.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, meu amigo Principe. Fico muito feliz por proporcionar o bem. Essa foi a lição que aprendi: gastamos menos energia semeando o bem e a colheita é super abundante. Abraços.

      Excluir