12/10/2010

Dia das crianças!

                 "Os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão."
                                                Salmo 127: 3




                  Hoje comemora-se o dia das crianças e eu me pego a pensar na infancia de meus filhos e em minha propria infancia. Meu coração se enche de alegrias, são muitas as lembranças boas, de um tempo muito feliz, em que os pais participavam ativamente da vida dos filhos. Meus pais estavam sempre juntos e tinham prazer em brincar conosco, ler para nós e nos fazer participantes de suas vidas.
                 Recebi valores que consegui passar para meus proprios filhos, a fé em Deus, o gosto pela leitura...
                 Meditando em minha propria infancia e na infancia dos meus filhos, me convenci que realmente não se ensina nada pela palavra, é preciso viver aquilo que pregamos.
                 Principalmente as crianças, dificilmente guardam aquilo que falamos para elas, mas aquilo que vivemos e fizemos à elas, isso elas vão levar para o resto da vida. 
                 Se proporcionamos momentos de alegria, de paz, de amor e se fomos coerentes com os ensinamenteos que desejamos lhes passar, certamente nossos filhos terão forças para suportarem toda e qualquer provação que a vida lhes vier a oferecer.
                Por isso, papai e mamãe que ainda têm seus filhos pequenos por perto, reflitam hoje sobre a qualidade do tempo que vocês passam com seus filhos. Não deixem de demonstrar à eles o quanto são amados. Não os sufoquem com uma agenda cheia de compromissos, cursos e atividades extra-curriculares. Se tiverem que sufocarem-nos, os sufoquem com amor. Isso os preparará muito mais para a vida do que uma extensa lista de cursos. 
                "Os filhos são herança do Senhor". De que forma você está administrando esta herança?

                                      Gisele Fiaux




                                             Poema  Enjoadinho

                                                    Vinicius de Moraes


                                       Filhos...  Filhos?
Melhor não tê-los!
  Mas se não os temos
                                       Como sabê-lo?
                                       Se não os temos
                                       Que de consulta
                                       Quanto silêncio
                                       Como os queremos!
                                       Banho de mar
                                       Diz que é um porrete...
                                       Cônjuge voa
                                       Transpõe o espaço
                                       Engole água
                                       Fica salgada
                                       Se iodifica
                                       Depois, que boa
                                       Que morenaço
                                       Que a esposa fica!
                                       Resultado: filho.
                                       E então começa

A aporrinhação:
        Cocô está branco
                Cocô está preto
                         Bebe amoníaco
                    Comeu botão.
Filhos?  Filhos
           Melhor não tê-los
                       Noites de insônia
              Cãs prematuras

Prantos convulsos
         Meu Deus, salvai-o!
                       Filhos são o demo
Melhor não tê-los...
         Mas se não os temos
                           Como sabê-los?
                                                   

                                       Como saber
                                       Que macieza
                                       Nos seus cabelos
                                       Que cheiro morno
                                       Na sua carne
                                       Que gosto doce
                                       Na sua boca!
 

Chupam gilete
      Bebem shampoo
              Ateiam fogo
                       No quarteirão
 

                                      Porém, que coisa
                                      Que coisa louca
                                      Que coisa linda
                                      Que os filhos são!



Print Friendly and PDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário